domingo, 30 de outubro de 2011

Símbolos do origami


Os símbolos usados nos diagramas auxiliam na montagem do origami, segue então uma lista destes símbolos:

-Configurações das bordas do papel:
Quando uma folha com diversas camadas é dobrada em um pequeno ziguezague existem diferentes formas para isto: toda a folha, incluindo todas as camadas, poder ser dobrada para trás e para frente (uma valley seguida de uma mountain), que explica o exemplo da esquerda, ou pode ser dobrada dentro da própria folha e depois tornar a sair, explicação para o exemplo da direita.
Para distinguir esses dois casos são desenhadas linhas indicando o modo como o ziguezague vai ser feito.
Ex.:



-Dar atenção a pontos:
Quando uma dobra pouco usual é feita e se quer dar atenção a um ponto marca-se esse ponto com um X para assim se seguir bem o movimento do papel.
Ex.:



                -Rodar:
A rotação do modelo é mostrada com um circulo com duas setas desenhada nele mostrando a direção da rotação (sentido horário ou anti-horário). O espaço que vai entre as setas indica o quanto se roda o modelo, isto é, se roda-se um quarto de volta (exemplo de cima) ou metade de uma volta (exemplo de baixo).
Ex.:



                -Distancias iguais:
As dobras são feitas de modo a que duas ou mais distâncias sejam iguais. As distâncias são marcadas com os símbolos demonstrados.
Ex.:



                -Ângulos iguais:
Se for pretendido que dois ou mais ângulos sejam iguais eles são marcados com arcos semelhantes.
Ex.:



                -Dobrar e tornar a dobrar sobre a ultima dobra:
Uma seta que toca no papel mais que uma vez indica que se faça uma Valley fold uma vez e depois  outra Valley fold (e outra vez mais, se necessário, quantas vezes mais a seta tocar no papel)
Ex.:



                -Virar o papel ao contrario:
Uma seta que faz um loop indica virar o papel todo ao contrário. Se a seta leva a direção horizontal, o papel deve ser virado de lado para outro. Se a seta leva a direção vertical, o papel deve ser virado de cima para baixo.
Ex.:



                -Tirar papel daqui:
Uma seta sem preenchimento que apresenta uma cova na sua cauda indica que se tem de tirar papel do interior do modelo ou, de qualquer forma, desdobrar algum papel. A seta irá imergir do lugar onde o papel é para ser puxado.
Ex.:



                -Vista do interior:
Uma linha tremida é usada para se ver camadas escondidas de papel que são desenhadas como se as camadas de papel mais superiores fossem retiradas para expor as camadas interiores.
Ex.:



                -Linha de raios-X:
Uma linha com pontos é usada para indicar uma dobra ou uma borda que está escondida. Usualmente, uma linha de raios-X é usada para indicar a continuação de uma dobra feita por trás de uma folha ao passo que a Vista do interior é para estruturas mais complexas. Neste exemplo mostra-se que a linha da Mountain fold pode ser estendida para além da borda do papel se não existir papel suficiente para mostrá-la. Ocasionalmente uma linha raios-X é usada para mostrar de projeção da posição que uma aresta vai tomar no passo seguinte.
Ex.:



                -Próximo passo com vista em maior escala:
Uma seta sem preenchimento cuja cauda vai aumentando indica que o próximo desenho representa uma imagem aumentada.
Ex.:



                -Próxima vista a partir do ângulo indicado:
Em modelos tridimensionais, uma vista pelo lado do modelo é representa-se com um olho de lado. Assim indica-se que o próximo passo é desenhado a partir do ponto e na direção para a qual o olho foi desenhado.
Ex.:



                -Segurar aqui e puxar:
Um pequeno circulo com uma seta ligada a ele significa segurar o papel na posição onde se encontra o circulo e puxar na direção da seta. Podem aparecer dois círculos indicando como utilizar as duas mãos.
Ex:


 
                -Encher a bolsa de ar, soprando:
É quando assopramos o origami de tal maneira que faça com que ele “infle”
Ex.:

  







Nenhum comentário:

Postar um comentário