sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Origami através dos tempos..


                Os princípios básicos do origami dizem que ele deve ser confeccionado a partir de uma folha de papel, bidimensional, sem utilizar cola, tesoura ou similares, mas a partir do século XVII, estas regras foram um pouco alteradas, dando a liberdade de se utilizar pequenos cortes desde que isto seja feito no inicio do origami.
                O origami recreativo conhecido atualmente teve origem na Era Heian (794-1192), época em que o origami deixou de ser formal e passou a ser mais recreativo, evoluindo para as formas de garça, barco e bonecas.
                Durante a Era Edo (1590-1868), o origami passa a ser praticado principalmente pelas mulheres e crianças independente da classe social, até o fim dessa era foram criados aproximadamente setenta tipos de origamis, como o tsuru (também conhecido como cegonha ou grou), sapo, íris, lírio, cesta, navio, balão, homem, etc. Estes receberam a denominação de origami, “origaka”, “orisue”, “tatami-gami”, etc.
                Na Era Meiji (1868-1912), o origami voltou a ser ensinado nas escolas, após sofrer grandes influencias do método de origami alemão, isto porque o origami floresceu no Japão e em outros países ocorreu o mesmo, como na Espanha, onde os primeiros origamis foram introduzidos pelos Mouros no século VIII.
                Os origamis de origem ocidental apresentavam as formas geométricas como característica predominante, já os do Japão sempre foram mais figurativos, imitando formas de animais, pessoas, flores, etc. por este motivo em uma determinada época o origami foi bastante criticado, pois acreditava-se que era uma arte imitativa, mas só com o tempo que se provou o contrario, há um registro de que no século XVIII um grupo de japoneses se apresentaram em Paris, demonstrando vários origamis, como o tradicional tsuru, como fruto deste intercambio, em 1886, surgiu na literatura inglesa um origami de um pássaro voando.
                Enquanto o intercambio internacional tornava o origami conhecido em todo o mundo, após a I Guerra Mundial as aulas de origami foram eliminadas das escolas japonesas, alegando que eram consideradas não-didáticas para o sistema educacional, este tema ainda vem sendo discutido, pois depois desta retirada o origami tornou-se restrito à crianças e ambientes familiares.
                Segundo o pesquisador conceituado das origens do origami, Prof. Massao Okamura de 65 anos, o origami teve inicio no século XVII pelos samurais, foram eles quem deram os primeiros passos para o formato dos origamis atuais, mas não se sabe ao certo ainda quando o origami foi originado, e o interessante é que ao contrario dos dias de hoje, em que o origami geralmente é visto como uma atividade infantil, até meados do início do século XIX, era considerado um passatempo divertido e interessante restrito aos adultos, principalmente devido ao valor muito caro da matéria-prima.


                Curiosidade: a pratica do origami promove o desenvolvimento intelectual da criança, desenvolve a capacidade criativa e a psicomotricidade.

                Curiosidade ²: no Japão, era comum fazer origamis de diversas formas, que eram queimados em rituais fúnebres para que o espírito da pessoa falecida pudesse ter na outra vida o que almejava, ainda hoje as figuras feitas em origami são cheias de simbolismos, o sapo representa o amor e a fertilidade, a tartaruga representa a longevidade e o tsuru, a mais famosa figura de origami, é o desejo de boa sorte, felicidade e saúde. Diz uma lenda que quem fizer mil tsurus com a mente fixa naquilo que deseja alcançar, terá sucesso. 



Fonte:http://www.portaljapao.org.br/modules/xt_conteudo/index.php?id=33
http://www.iej.uem.br/hist_origami.htm

3 comentários:

  1. O problema é fazer 1000 tsurus com o mesmo desejo D:

    ResponderExcluir
  2. podia se mais resumido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pesquisa que eu fiz gerou um texto 3x maior que esse, entao NÃO podia ser mais resumido que isso !!!!!

      Excluir